Dona Flor e Seus Dois Maridos

10 jun, 14h30 (35mm)

Dona Flor e Seus Dois Maridos

Brasil, 1976, 120min, 18 anos

direção Bruno Barreto roteiro Leopoldo Serran, Eduardo Coutinho e Bruno Barreto, baseado no romance homônimo de Jorge Amado direção de fotografia Murilo Salles montagem Raimundo Higino direção de arte Anísio Medeiros música Chico Buarque e Francis Hime produção Luiz Carlos Barreto e Newton Rique companhia produtora LC Barreto Produções Cinematográficas, Companhia Cinematográfica Serrador, Coline e Carnaval Unifilm distribuição Paramount Pictures do Brasil elenco Sônia Braga, José Wilker, Mauro Mendonça, Dinorah Brillant, Nélson Xavier, Nelson Dantas, Rui Resende, Arthur Costa Filho, Mário Gusmão, Nilda Spencer

Durante o carnaval de 1943 em Salvador, Vadinho (José Wilker), mulherengo e jogador inveterado, morre e sua mulher, Dona Flor (Sônia Braga), fica inconsolável, pois, apesar de seus defeitos, Vadinho era um excelente amante. Após algum tempo, a jovem e bela viúva se casa com Teodoro Madureira (Mauro Mendonça), farmacêutico que é exatamente o oposto do primeiro marido. Dona Flor passa então a ter uma vida estável e tranquila, porém sente que falta alguma coisa. De tanto “chamar” pelo primeiro marido, ele um dia aparece em sua cama, pronto para saciar seus desejos.

Voltar